PortalSousas - Tudo Sobre Sousas e Joaquim Egídio

Siga-nos no Twitter

Efetuar login | Cadastre-se, é grátis!


Notícias

14.03.2016

No último domingo, dia 13 de Março, Campinas teve o maior protesto da história

/assets/images/uploads/galeria/764-protestocampinas1.jpg

As ruas de Campinas foram tomadas pelas cores verde e amarelo na manhã deste domingo (13) durante a manifestação contra o governo da presidente Dilma Rousseff (PT). A estimativa dos organizadores é de que mais de 100 mil pessoas tenham participado do ato, que já é considerado o maior da história da cidade. Nas faixas, cartazes e nos carros de som, os manifestantes pediam o impeachment da presidente, a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e demonstraram apoio ao trabalho realizado na operação Lava Jato, pelo juiz Sério Moro e pela Polícia Federal. O ato teve início às 10h e foi encerrado às 13h, sem registro de incidentes.


A manifestação foi organizada pelo Movimento Brasil Livre, Muda Campinas e Vem Pra Rua. Teve ainda a participação de figuras políticas ligadas a partidos de oposição. Os organizadores levaram para a Avenida Francisco Glicério cinco carros de som e montaram um palco no Largo do Rosário. O protesto foi aberto com o Hino Nacional, que voltou a ser cantado diversas vezes.


Polícia Militar e Guarda Municipal não divulgaram os números, mas confirmaram que foi a maior manifestação de Campinas. “Foi a maior entre as manifestações recentes”, disse o tenente-coronel da PM, Marci Elber Rezende. Na última grande manifestação em Campinas, em 2013, após aumento da tarifa de ônibus, a PM calculou 40 mil pessoas. Antes, as maiores manifestações tinham ocorrido em abril de 1984, quando 20 mil pessoas pediram Diretas Já, e depois, em 25 de agosto de 1992, quando 10 mil pessoas ocuparam o Largo do Rosário durante o Fora Collor.


A ideia inicial era manter a concentração no entorno do Largo do Rosário, segundo Ronald Tanimoto, 

/assets/images/uploads/galeria/733-protestocampinas2.jpgcoordenador estadual do MBL. Por volta das 10h30, entretanto, os manifestantes decidiram sair em passeata pelas avenidas Francisco Glicério, Conceição e Anchieta. Na altura da General Osório, uma parte do grupo seguiu em direção ao Centro de Convivência, no Cambuí, e a outra parte decidiu voltar para o Largo do Rosário. “Não era para andar, mas aqui em Campinas, criou-se a cultura da marcha cívica e o povo decidiu seguir”, afirmou. Pelo grande número de pessoas e pela dificuldade de deslocamento, os organizadores decidiram encerrar o ato ali mesmo no cruzamento da Avenida Anchieta com General Osório. 

Fonte: www.plaga.com.br


Comentários

Não há comentários para esta notícia. Seja o primeiro a comentar!

Envie seu comentário!

Para comentar esta notícia, você deve estar logado.

Caso já seja cadastrado, efetue seu login nos campos ao lado, ou clique no botão abaixo para se cadastrar!

Clique para se cadastrar!

Entre com seu e-mail e senha abaixo:

Esqueceu a senha? Clique aqui!
O PortalSousas não se resposabiliza por qualquer dano e/ou prejuízo que o usuário
possa sofrer ao realizar uma transação com os anunciantes. Desenvolvido pela S3Web