PortalSousas - Tudo Sobre Sousas e Joaquim Egídio

Siga-nos no Twitter

Efetuar login | Cadastre-se, é grátis!

Publicidade:

Body Concept - Sthetical Center Sousas banner



Notícias

29.02.2016

Leonardo DiCaprio, do filme "O Regresso", é vencedor do Oscar; "Spotlight" ganha como melhor filme

"Spotlight: Segredos Revelados" venceu no domingo o Oscar de Melhor Filme do ano, em uma cerimônia marcada pela polêmica sobre a falta de diversidade em Hollywood e na qual Alejandro González Iñarritu entrou para a história.


/assets/images/uploads/galeria/739-oscar2016.jpg

"Mad Max: Estrada da fúria", quarto episódio da saga apocalíptica criada pelo australiano George Milles, arrasou nas categorias técnicas, levando seis estatuetas.


Leonardo DiCaprio conquistou finalmente o prêmio de Melhor Ator por seu papel em "O Regresso", e Brie Larson levou o prêmio de Melhor Atriz por "O Quarto de Jack".


"Spotlight: Segredos revelados", dirigido por Tom McCarthy, conquistou o prêmio mais importante do cinema americano por lembrar como o jornal The Boston Globe trouxe à tona há mais de 15 anos os abusos sexuais cometidos por membros da Igreja Católica.


"Este filme deu voz aos sobreviventes. E este Oscar amplifica sua voz, o que esperamos que se converta em um coro que ressoe e chegue até o Vaticano", declarou Michael Sugar, um de seus produtores, no palco do teatro Dolby.


"Papa Francisco: é tempo de proteger as crianças e restaurar nossa fé", acrescentou.


A investigação, que recebeu em 2003 um prêmio Pulitzer, descobriu que a Igreja escondeu de forma sistemática os casos de pedofilia de quase uma centena de padres e que um grupo de advogados os acobertou.


"Spotlight: Segredos Revelados" também conquistou o prêmio de Melhor Roteiro Original.


Iñarritu foi o outro grande protagonista da noite. Apesar de ter perdido o Oscar de Melhor Filme, entrou para a história de Hollywood graças a "O Regresso", uma história de sobrevivência e vingança ambientada na conquista do Velho Oeste que explora os limites do espírito humano.


O cineasta se tornou o terceiro diretor capaz de ganhar duas estatuetas consecutivas, se igualando a John Ford e Joseph L. Mankiewicz. No ano passado recebeu o prêmio por "Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)".


"O Regresso" também coroou a carreira de Leonardo DiCaprio, que conquistou o primeiro Oscar de sua carreira.


"A mudança climática é real, está acontecendo agora. É a ameaça mais urgente que nossas espécies enfrentam, precisamos trabalhar juntos e parar de adiar" as ações, pediu o ator de 41 anos.


O mexicano Emmanuel Lubezki também comemorou o fato de ser o primeiro diretor de fotografia de Hollywood a receber três prêmios consecutivos.


Derrota de Rocky


A derrota de Sylvester Stallone foi uma das maiores surpresas da noite. Todos acreditavam que levaria para casa o prêmio de Melhor Ator Coadjuvante por sua atuação em "Creed", onde voltou a interpretar o boxeador Rocky Balboa.


Mas o britânico Mark Rylance acabou recebendo a estatueta por sua interpretação em "Ponte dos Espiões", o filme sobre a Guerra Fria dirigido por Steven Spielberg.


Do lado feminino, a sueca Alicia Vikander levou o prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante, como era esperado, por "A Garota Dinamarquesa", onde dá vida à esposa do pintor dinamarquês Einar Wegener (Eddie Redmayne), uma das primeiras pessoas a se submeter a uma cirurgia de mudança de sexo.


A Pixar somou um novo Oscar a sua coleção pela animação "Divertida mente", e "Amy" foi escolhido o Melhor Documentário.


O Chile comemorou a vitória de "Bear Story", um curta-metragem de animação sobre um velho urso que sai todos os dias à esquina de uma rua movimentada.


"Quero dedicá-lo ao meu avô, que me inspirou esta história", declarou seu cineasta, Gabriel Osorio. "Viva o Chile!", gritou o co-diretor, Pato Escala.


Já o prêmio de Melhor Filme Estrangeiro foi para o húngaro "O Filho de Saul", ambientado no horror do campo de concentração de Auschwitz.


O ator Leonardo Di Caprio ficou com a estatueta de melhor ator com o filme 'O Regresso'.


Aplausos e muita crítica


O evento teve referências constantes à falta de diversidade na indústria do entretenimento, diante da ausência de indicados negros nas categorias principais pelo segundo ano consecutivo.


Seu apresentador, o humorista Chris Rock, não desperdiçou nenhuma chance de se referir à situação vivida pela indústria do entretenimento.


"Estou no Oscar da Academia, também conhecido como o prêmio dos brancos. Percebem que se indicassem os anfitriões eu não teria conseguido esse trabalho?", se perguntou.


O evento foi palco de momentos emocionantes, como o aplauso recebido pelo maestro italiano Ennio Morricone, que aos 87 anos recebeu seu primeiro Oscar por compor a música do western "Os Oito Odiados".


Lady Gaga, que perdeu o prêmio de Melhor Canção para Sam Smith, colocou o teatro Dolby de pé ao interpretar "Til It Happens To You" acompanhada de vítimas de agressões sexuais em campus universitários.


'Esse foi um dos dias mais tensos da minha vida', diz DiCaprio


/assets/images/uploads/galeria/299-leodicaprio.jpg

O ator Leonardo Di Caprio ficou com a estatueta de melhor ator com o filme 'O Regresso'


Leonardo DiCaprio afirmou, nos bastidores do Oscar após vencer o prêmio de melhor ator, que esse foi um dos dias mais tensos de sua vida. "Não tinha certeza da vitória e, se vencesse, temia esquecer de agradecer alguém ou dizer algo que pensasse. Agora estou mais aliviado."


No discurso, ele defendeu sua luta pela preservação ambiental e também citou com reverência Tom Hardy, seu principal companheiro de cena no filme.


DiCaprio também não poupou elogios ao diretor do filme, Alejandro G. Iñarritú, dizendo que o mexicano já inscreveu seu nome na história do cinema.

 

Confira abaixo os vencedores da maior festa do cinema:


- Melhor Filme:


Spotlight — Segredos Revelados


- Melhor Ator:


Leonardo DiCaprio, por "O Regresso"


- Melhor Atriz:


Brie Larson, por "O Quarto de Jack"


- Melhor Diretor:


Alejandro G. Iñárritu, por "O Regresso"


- Melhor Ator Coadjuvante:


Mark Rylance, por Ponte dos Espiões


- Melhor Atriz Coadjuvante:


Alicia Vikander, por A Garota Dinamarquesa


- Melhor Roteiro Original:


Spotlight - Segredos Revelados


- Melhor Roteiro Adaptado:


A Grande Aposta 


- Melhor Animação:


Divertida Mente 


- Melhor Trilha Sonora:


Ennio Morricone ("Os oito odiados")


- Melhor Canção Original:


"Writing's on the wall", de Sam Smith ("007 contra Spectro")


- Melhores Efeitos Visuais:


Ex-Machina


- Melhor Filme Estrangeiro:


O Filho de Saul (Hungria)


- Melhor documentário:


Amy


- Melhor documentário de curta-metragem:


A Girl in the River: The Price of forgiveness


- Melhor curta de animação:


Bear Story (Chile)


- Melhor curta de live action:


Stutterer


- Melhor edição de som:


Mad Max: A estrada da fúria


- Melhor mixagem de som:


Mad Max


- Melhor montagem:


Mad Max


- Melhor design de produção:


Mad Max


- Melhor fotografia:


Emmanuel Lubezki, por "O Regresso"


- Melhor figurino:


Mad Max


- Melhor maquiagem e cabelo:


Mad Max


Comentários

Não há comentários para esta notícia. Seja o primeiro a comentar!

Envie seu comentário!

Para comentar esta notícia, você deve estar logado.

Caso já seja cadastrado, efetue seu login nos campos ao lado, ou clique no botão abaixo para se cadastrar!

Clique para se cadastrar!

Entre com seu e-mail e senha abaixo:

Esqueceu a senha? Clique aqui!
O PortalSousas não se resposabiliza por qualquer dano e/ou prejuízo que o usuário
possa sofrer ao realizar uma transação com os anunciantes. Desenvolvido pela S3Web